sábado, 12 de junho de 2010

Prof. Santo Conterato - Nota de Falecimento


Prezados colegas,
A diretoria do SINDSERJ lamenta o falecimento do prof. Santo Conterato (foto ao lado). Tenho dificuldades em expressar esta perda em nome da diretoria, o prof. Santo foi meu professor no curso de graduação de ciências sociais da UFF, fui monitor da disciplina dele - metodologia em Ciências Sociais - em dois concursos e fui convidado por ele a compor a diretoria da APSERJ em dois mandatos. Quando fundamos o diretório Raimundo Soares no curso de ciências sociais devinculando-o do curso de história, o prof. Santo Conterato, na condição de coordenador do curso nos ofereceu todo apoio, que mais tarde reiterou como vice-diretor do ICHF.
O prof. Santo Conterato sempre foi considerado uma pessoa equilibrada na UFF, em meio as greves e conflitos que todos vivemos na universidade desde os anos setenta, estimado e respeitado por todos, ajudou a fundar a ADUFF, Associação de Docentes da UFF e exerceu vários cargos administrativos por eleição na UFF.
No processo de fundação do SINDSERJ, apesar das divergências iniciais no processo político, nunca se negou a estabelecer diálogo com a comissão de criação do sindicato e devido a sua postura aberta e franca foi convidado a compor a diretoria do SINDSERJ no primeiro mandato, para representar a entidade na federação, que acabou declinando em função de decisão desfavorável da diretoria da APSERJ. Apesar disto, pessoalmente sempre expressou votos que a entidade sindical obtivesse sucesso na sua história e colocava a APSERJ como parceira. A APSERJ tem grande parte de sua história graças a sua luta constante.
Conheço o prof. Santo Conterato desde 1984, quando ingressei na UFF, e nunca ouvi comentários da parte dele desfavoráveis a qualquer pessoa e sempre foi procurado para equilibrar as relações quando se colocavam tensas e sob impasse, de forma discreta e sem presunção.
O prof. Santo Conterato na sua trajetória como professor, não faltava as suas aulas e sempre apoiou os estudantes. Os seus colegas, assim como seus ex-alunos, sentirão a sua falta, ele deixou uma marca na luta pela universidade e pela sociologia no ensino médio no estado do Rio de Janeiro que foi imprescindível.
Os nossos sentimentos aos amigos e parentes,
Nilton Soares de Souza Neto
Presidente do SINDSERJ

Um comentário:

  1. Foi meu professor, Borda do Campo, Instituto Missionário S. Miguel, em Antonio Carlos, MG - notável e exemplar Verbita, Congregação do Verbo Divino - foi um Santo - um homem santo e um santo homem! RIP

    ResponderExcluir